Menu

I'm trying to break the chain God help me break the chain

terça-feira, 18 de julho de 2017
"There's no rhyme no reason
to what I do
I just live my life before I lose
I give, I take, I throw it all away
Pick myself up and I start all over again"
Break The Chain - Gene loves Jezebel


   Me sinto segura pra dizer que oficialmente consegui sair de um looping no qual estava presa já tinha uns meses. Não encontrei palavras pra descrever certinho o que se passava, mas o mais próximo de uma explicação seria dizer que foi um período em que eu já não confiava em mim. Nada que fosse relacionado a minha pessoa se desenvolvia, eu não conseguia cuidar de nenhum dos assuntos. Me abandonei de uma forma bem esquisita.
   Dessa vez, eu me larguei de uma forma bem diferente do que costuma fazer. Normalmente, eu me deixava destruir de todas as formas, aparência, mente e espirito e não foi assim. Pensando bem, me lembrei das runas que tirei meses atrás, tinha Isa, Laguz  e bate bem com o que aconteceu! Eu me fechei, me congelei e fiquei quieta, adormecida até sentir um sinal, uma intuição que me fizesse levantar.
   Foi bem estranho porque nenhum pensamento fluía, nenhuma ação acontecia. E foi de uma forma tão forte que nem me organizar eu conseguia. Minha mente tava um caos, meu quarto tava um caos, mas eu me olhava no espelho e estava sempre serena, como se não fizesse parte de nada disso, o que me causava muito estranhamento.
   As coisas mudaram, não posso dizer o dia exato, mas dessa vez eu vi acontecendo. Foram pequenos gatilhos, pequenas explosões, uma faísca que reacendeu uma fogueira. E eu só consigo agradecer por isso tudo, não aguentava mais ficar daquele jeito, não existia mais ar dentro de mim. Logo eu, uma criança do ar em movimento, me sentia um  abrigo de vácuo. O que era muito triste.
   Tenho sentido a mente mais clara, o coração mais leve e sentindo muita disposição para ajeitar tudo o que precisa do minimo de atenção. Isso tudo me deixa tão contente que espero encontrar palavras para poder te explicar de forma mais exata.  

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Michelly Melo.